G.R.E.S. (Grêmio Recreativo Escola de Samba)

Bambas da Alegria

Fundação: 28/01/1999
Cores: Amarelo, Azul e Vermelho
Títulos: 2002

 

    

     No início dos anos 80,  um grupo de jovens amigos reunia-se na época do carnaval com uma bateria feita de latas e um estandarte de bolsa de estopa e percorriam as ruas do bairro São Miguel, passando nas casas e arrecadando contribuições dos moradores, que eram penduradas no estandarte. Os moradores do mesmo bairro, só que mais velhos, tomavam o dinheiro dessa gurizada e o grupo voltava a zero ou na miséria. Surgia aí o Bloco da Miséria. A cada ano, esse grupo ia crescendo e mantendo a rotina na época do Carnaval, até que por volta do ano de 82, o senhor Jaime Maciel Darde, presenteou seus filhos com um tarol, um tamborim e um surdão. Assim começava a verdadeira bateria da futura entidade carnavalesca.

     Durante os quatro dias de carnaval, esse grupo vestia-se de mulher para desfilar nas ruas da cidade, com o nome de Bloco da Miséria. Há 200 metros da mesma rua havia outro bloco do mesmo estilo, comandado pelos amigos Bola e Bifa, o Bloco da TETE. Quando os dois se encontravam formavam um único grupo. No ano de 1987, um mês antes do inicio do carnaval, foi tomada uma importante decisão, que foi colocar o Bloco da Miséria para desfilar e competir no carnaval de rua de Uruguaiana, que era dominado, na época,  pelo Bloco da Vila Júlia. O Bloco da Miséria assim estreou no Carnaval de Uruguaiana e venceu,  quebrando a hegemonia de vitórias do Bloco da Vila Júlia e consagrando-se campeão do Carnaval de Rua de Uruguaiana por 10 anos consecutivos. 

     Tamanha era a organização do Bloco da Miséria que  já desfilava com estilo de escola de samba. Assim foi determinado pela Liga das Escolas que devido ao crescimento do bloco o mesmo deveria mudar de categoria. Assim, em 1999 reuniram-se os senhores Hilton Gomes Darde, Jair Toledo, Pedro Gomes Darde, Irami Aguirre Aimom, Welliton Guterres, Angélica Galharreta,  Valquiria Nunes Larre, Marcelino Fogaça e João Garcia, e decidiram fundar então a  Associação Cultural Recreativa  Escola de Samba Bambas da Alegria (ACRES).

     Participando do seu primeiro carnaval como escola no ano de 2000, a Escola de Samba Bambas da Alegria sagrou-se campeã do segundo grupo, o que a levou a partir de  2001 a fazer parte do primeiro grupo. Suas melhores colocações foram no ano de 2004,  com o tema Bambas da Alegria Visita o Maranhão - Festas e Lendas, como 3ª colocada, e com o tema O Feitiço da Vida, em 2006, novamente 3ª colocada  num período  de sete anos de escola.

 


Carnavais

Ano Enredo Classif. Grupo Letra MP3
2000   2    
2001 Bebendo Estrelas  4º 1    
2002 O vôo da águia, no bairro da alegria 1    
2003 A Magia do Zodíaco nas Quatro Estações da Terra 1    
2004 Bambas da Alegria visita o Maranhão - Festas e lendas 1    
2005 Circo: Uma História Fascinante 1 Letra 2005  
2006

O Feitiço da Vida

1 Letra 2006  
2007 Gramado: Nos altos Campos de Cima da Serra, morada do Deus da Alegria 1 Letra 2007  
2008 Da evolução do homem à luta de um planeta ameaçado 1    
2009 Internacional: 100 anos de lutas e glórias 1    
2010 Gramado – “Nos altos campos de cima da serra, morada do Deus da Alegria 1 Letra 2010  
2011 Do Egito ao Canaã - No sol da liberdade, a paz do amanhã 1 Letra 2011
2012 Pérolas Negras - Passos Que Vêm de Longe 1 Letra 2012
2013 O X da Questão 1 Letra 2013
2014 Axé na Casa dos Bambas - Batuque, Magia e Raiz 1 Letra 2014
2015 A Lua dos Bambas, A Lua do Samba é a Luz da Alegria! 1 Letra 2015
2016 Do Sonho à Realidade, a Águia Carrega a Esperança! 1 Letra 2016
2017 O Sol é Vida, Uma Inspiração Divinal, Bambas da Alegria Iluminando o Carnaval 1